Páginas

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Alimentação durante a R.A... o que você está colocando no prato?

Olá como vão vcs?
Eu estou bem, sentindo umas cólicas desagradáveis, com as peitholas doloridas e depois que tomo o remédio e a dor passa tenho só sono...
Mas estou bem, afinal a mais de 15 anos passo por isso todo santo mês, vou sobreviver!

Queria falar um pouco sobre a minha alimentação na Reeducação Alimentar, e resolvi falar isso por conta de alguns despropérios de tenho visto em alguns blogs.
Meninas acho super importante ter esse espaço, falar de como cada uma enfrenta o processo de redução de peso, o blog me ajuda a ver que cada um tem um jeito de lidar com a situação e o resultado é lento para todas, algumas ficam super felizes com menos 500 gramas e outras ficam fulas... Adoro essa diversidade, de verdade mesmo!!!

Mas uma coisa que me deixa muito cabreira, é a alimentação de algumas e os comentários que recebem sobre a alimentação... 
A 'blogueira X' come 1.200 kcal por dia, coloca todo santo dia seu cardápio no blog, algumas com fotos outras não... E o que ela come? Aí é que mora o perigo, tem gente que passa dias sem colocar nada de fruta, verduras, legumes na boca! Ainda tem aquelas que nem arroz e feijão encaram!! Aí é pra acabar quando vejo que nos comentários a guria recebe elogios como  "nossa que alimentação perfeita" Para mim alimentação perfeita passa muito longe de comer aqueles Danetes 2x por dia no lugar dos lanches, comer barra de cereal ou biscoito no almoço, ou comer um prato com meio tomate e um pedaço ridículo de carne e de sobremesa um SORVETE de leite condensado e de jantar manda pro bucho duas fatias de pão! 
Claro que não me refiro a um único blog, e pra ser bem sincera não sigo essas loucas, por um motivo apenas: isso não é reeducação alimentar!!!
Passei a vida toda fazendo dietas, e eu comia até a barriga estufar em TODAS as refeições, do café da manhã ao jantar! De manhã mandava pra dentro 3 pães franceses, um copo de leite com Nescau, no almoço e na janta fazia uma montanha no prato, as vezes batia nos lados pra não deixar a comida cair, durante o dia comia mais pão francês com leite e achocolatado, salgadinhos e qualquer coisa que me oferecessem! Ai do nada cortava tudo isso e contava as calorias comendo as mesmas porcarias só que em quantidades menores, o resultado era que eu passava fome literalmente e depois de 3 ou 4 kg perdidos eu desistia e engordava 5 ou 6 kg. Tenho muita consciência de que engordei comendo muito errado, e mesmo depois de encontrar uma nutricionista bacana me peguei cometendo os velhos hábitos diversas vezes, porque é difícil, mas muito difícil comer certo!

As barreiras que encontrei foram muitas, trocar as três escumadeiras de arroz por 4 colheres de arroz integral foi terrível, abandonar os 3 pães por duas fatias de pão integral foi o fim, abandonar o leite integral pelo de soja foi dolorido, incluir iogurte e queijos na alimentação foi muito complicado, e a pior parte foi incluir feijão, legumes e verduras na alimentação diária, além de abandonar o frango com pele fritinho, por frango cozido e sem pele, e até mesmo o bife que nunca fui fã,  passou a ser grelhado... Comia cachorro quente, pizza, salgados e tomava refri a semana toda, em dias alternados é claro, mas comia! Abandonar isso foi difícil, eu sofri é claro, chorei, quis chutar o xaxim várias vezes...
Mas fiz uma coisa que sempre cobrei dos outros, abrir a mente e aceitar algumas regras! Eu sempre sentei no meu rabinho e acabava com o dos outros, nunca fui de aceitar pessoas cabeças duras, e no fundo eu sempre fui uma! E com a reeducação alimentar além de aprender a comer aprendi a respeitar as pessoas e o seu tempo!

Minha nutricionista foi muito paciente também, eu nunca tive grana pra pagar uma, então eu comecei a consultar essa na universidade onde estudava, ela era professora de lá e atendia a comunidade externa e interna, mas não atendia no hospital de clinicas e sim no centro de apoio aos estudantes. Meus amigos me zuaram no começo, mas depois que perdi peso muitos foram se consultar com a mesma nutricionista! 
Ela me explicou que eu comeria 1.400 kcal diárias, divididas em café da manhã, lanche da manhã, almoço, 2 lanches da tarde, jantar e ceia caso fosse dormir muito tarde! Fez um cardápio bem bacana, dentro do meu orçamento de aluna de faculdade publica e bolsista, ou seja, falida ao quadrado! Nunca fui de comer muitas frutas, então ela deixou as que eu mais gostava como banana e laranja, mas pediu pra eu forçar maçã, mamão, pera, e etc. e me aconselhou economizar comprando as frutas da estação pois sempre são mais baratas! O leite de soja não é barato, 1 caixinha tem o valor de 2 de leite de vaca, então ela disse pra eu comprar quando pudesse, mas que teria que tomar o leite desnatado, com a grana dos lanches que eu gastava nos intervalos das aulas, eu comprava as frutas, o leite integral, e o arroz integral de quebra! Em resumo eu fazia 6/7 refeições por dia, e não eram pequenas, no inicio achei que não ia dar certo, pq de manha tomava um copo de leite de soja, com duas fatias de pão integral com requeijão, ou manteiga, ou queijo, de lanche carregava pra faculdade uma fruta geralmente banana/maça/pera, almoçava 3 colheres de arroz integral, com uma concha de feijão, carne cozida ou grelhada, salada a vontade e se desse um legume cozido, de sobremesa podia comer uma fruta, de lanche comia banana com aveia e mel, mais tarde outra fruta de minha preferencia e no jantar a mesma coisa que o almoço, e de ceia sempre um copo de leite de soja ou um iogurte! A cada 2 sábados podia comer um lanche com refrigerante, ou pizza com refrigerante, no domingo a tradicional macarronada estava liberada, desde que com moderação. SEMPRE comi bebendo algo, quando não tinha suco ou refri tomava água mesmo, e isso tive que cortar drasticamente!!
Tive que aprender a comer para saciar a fome, e não comer até me sentir cheia, com aquela sensação de estomago vazio... foi fácil não!!!
Depois de 15 dias já tinha perdido 3 kg! Desacreditei geral, com 30 dias já tinha mandado embora 7 kg! 

Ai eu fiquei feliz e continuei comendo saudavelmente para o resto da vida? Não, isso aconteceu em Junho/Julho 2008, então em Agosto eu comecei a trabalhar de dia, estudar de noite, achei que estava magra com 72 kg, afinal eu estava com 79 no inicio da dieta, voltei  a comer as porcarias de antes, e trabalhava com 6 mulheres que comiam o dia todo, e em coisa de meses já estava com 82 kg... Porque isso aconteceu? Por que eu NÃO ENTENDI que comer certo é pra vida toda, na minha cabeça dura eu ia emagrecer e nunca mais engordar, foquei em perder 7 quilos e não foquei em mantê-los. 

Hoje eu tenho consciência de a qualidade do que como é mais importante do que a quantidade, se eu tomar um danete de 70 kcal não receberei os mesmos nutrientes que uma laranja ou banana com 90 kcal me forneceriam, fora que as frutas são MUITO mais nutritivas! Eu malho, então TENHO que ingerir carboidratos nas refeições, assim como proteína! Eu parei com o pão francês, e com o integral tb, pq não adianta forçar, não curto esse pão, então como bolachas salgadas integrais do tipo club social que tem a mesma quantidade de calorias do pão. Como arroz branco algumas vezes sim, mas prefiro o integral pq apesar de ter mais calorias que o branco é mais benéfico. HOJE SEI QUE ISSO É PARA O RESTO DA MINHA VIDA! E eu gosto disso, como um pouco de tudo, não fico passando vontades!
Agora me diz se uma pessoa que passa o dia comendo 1.200 kcal mal distribuídas vai conseguir fazer isso para o resto da vida? 

Vamos colocar os pés no mundo real, somos brasileiros e o arroz com feijão é nosso alimento mais básico e MUITO BOM por sinal, não dá pra ignora-los! Por experiência própria, foi difícil pra caramba incluir integrais, comer frutas, verduras e não fritar carnes, mas com o tempo me acostumei e gosto muito! Não vivo sem leite de soja, refeições sem legumes e verduras não existem. Infelizmente a perda de peso é linda no inicio mas depois é mais lenta, mas ainda é progressista, estou a 16 meses na luta, comendo direito, escorregando aqui e ali as vezes, já se foram 15 kg, e tenho absoluta certeza que não engordarei novamente, hoje sei como comer e acima de tudo NÃO FAÇO RESTRIÇÕES SEVERAS!

Então gatas fica a dica, invistam em vcs mesmas, tenham planos e metas para algo definitivo e não temporário, se não aprendermos a comer não saberemos como manter!!  Eu ainda tenho um longo caminho pela frente, não vou omitir que estou com algumas escoriações dessa estrada, as vezes bate o desanimo, o platô fdp muitas as vezes dá um oi, as vezes se vão apenas 2 quilos ou menos por mês, é complicado eu sei, mas estamos juntas nessa!!! Tenho a mais absoluta certeza de que quando a meta for alcançada TUDO vai valer a pena!!!

Beijooooooooooooooooos


Frase do dia
"Continue a nadar, continue a nadar"
(Doli - Filme: Procurando Nemo)

7 comentários:

  1. Olá Nicole,

    Cheguei nem lembro como por aqui (passei por vários blogs de dieta hoje) e tenho que dizer que gostei muito do teu blog! Gostei da tua escrita, dei algumas risadas e senti alguns puxões de orelha bem dados (principalmente nesse último post).

    Me identifiquei com muitas das tuas postagens, passei por muitas situações parecidas com as que você descreveu aqui (até mesmo a do mico na academia - coisa ruim né?, rs).

    Fiquei curiosa para saber qual a pós que você faz (sou formada em história mas larguei a área tem algum tempo)...

    Ah, e aguardo o post prometido sobre a dieta e o casamento (estou vivendo esse momento agora, rs) :-)

    Abs

    Anita
    www.anitabacana.com
    www.ocasamentodeanitaefelipe.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FIco feliz de te-la por aqui...
      O post sobre o casamento já tá no ar \o/
      Vou te seguir tb!!!

      bjus

      Excluir
    2. Há eu faço pós em História da arte!!!

      Excluir
  2. Concordo plenamente com vc, Nicole! Reeducação Alimentar consiste em mudança de hábitos, mas não quer dizer restrição de algum tipo de alimento.
    Acredito que uma pessoa não consiga viver por muito tempo sem qualquer tipo de doce, carbo... Não adianta nada parar de comer, para depois "liberar geral". Por isso o efeito sanfona.
    Hj sei que consigo viver sem arroz (nunca fui fã), mas não conseguiria nunca substituir o meu almoço com muita salada por um shake!
    Já fui em um médico que ele sempre dizia que "dieta" é para vida TODA. Lutava contra a idéia, mas na realizada é. Temos o tempo todo que fazer a escolha certa!
    Tive uma amiga que passou 2 meses sem carboidrato (inclusive sem salada), ela secou 14 kg. No primeiro dia que ela saiu do regime, ela foi para um barzinho e pediu a porção maior de BATATA FRITA com CERVEJA! kkkkkkkkk quer graça neh?!
    Hj (3 meses depois da dieta maluca) já vejo que já tá beeeeeeeem mais gordinha...

    Bem, adorei o post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorena acho mesmo que restrição de comida é a pior coisa do mundo, assim como a sua amiga já fiz a dieta dos carboidratos e depois que a dieta acabou os quilos voltaram com força!!

      Continuemos na batalha de comer certo aqui e errando as vezes ali!!!

      beijooooos

      Excluir
  3. ☼ Bom Dia !! adoreiii teu post, nossa luta é ardua, e realmente deve ser uma mudanca total mesmo que gradativa, mas precisamos ...mudanca de vida adoreiii. desejo a vc Uma semana novinha para fazermos valer a pena. Estou passando para te desejar sorte,para vc ..para mim..hehe..que o nosso foco não se perca!! Um beijo ** e desculpe não ter aparecido aqui semana passada, mas a reforma do apê tá me deixando louca..hehe..☼

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mel que bom que está aqui...
      Reforma eu sei como é, então não se preocupe!!!
      Sorte pra gente sempre!!!

      beijooos

      Excluir