Páginas

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Pode parecer brincadeira, mas não é...

Um mais desavisado pode pensar que eu trato minha 'dieta' como algo banal, mas isso não procede!
Como eu disse anteriormente, eu não tive aquele momento em que parei e chorei e decidi que era hora de emagrecer, que eu precisava mudar... 
Muito pelo contrário, eu sempre soube que estava muito acima do meu peso e só sabia reclamar, todas as ferramentas para emagrecer eu tinha e todas as informações também... mas mudar exige certa dose de coragem e Deus sabe que eu nunca fui muito da corajosa. 
Quem me deu o primeiro toque foi o marido, e eu fiquei brava, depois uma amiga comentou que eu estava 'gordinha' novamente, eu fiquei mais brava, atribuía isso ao meu TCC e ao stress no trabalho, mas nunca a mim mesma! 
Depois que me mudei pra SC eu decidi emagrecer por conta do casamento e quando meu marido ficou extremamente feliz com isso, além da minha família eu vi que realmente algo não estava bem! Iniciei a reeducação, as atividades físicas e conforme eu emagrecia as pessoas me parabenizavam, o marido passou a ficar mais ciumento, e a alto estima? Nussa essa aumentou de uma forma significativa, as roupas começaram a cair melhor no corpo mas enxuto, e eu passei a gostar mais de mim, hoje uso cremes, maquiagem, perfume e faço até as unhas!!!

Por isso eu acho que é muito importante ouvir as pessoas, fiquei magoada com o marido e com a amiga é claro, mas aceitei, afinal de contras fingir que estava tudo bem e continuar como estava não ia adiantar, pq no final eu é quem sairia perdendo, e perdendo saúde antes de qualquer coisa! Tenho absoluta certeza que minha amiga não falou por mal, não teve a intenção de me magoar, afinal ela é minha amiga e sempre tivemos liberdade de ser sincera uma com a outra, e meu marido me disse que não falou por mal, apenas deu um toque.... 

O papo de que me conheceu gorda tem que me aceitar como eu sou não cola né? Se meu marido ficasse gordo, suando em excesso, morrendo para andar uma quadra ou subir escadas eu continuaria amando ele com certeza, mas que eu iria inferniza-lo para emagrecer é lógico que eu ia, além da estética tem a saúde. 
Falar que me conheceu gordinha e tem que me aceitar assim é uma bela de uma desculpa esfarrapada para não emagrecer, não mudar, assim como dizer que cada um tem seu momento para emagrecer... que momento?  O momento do infarto, da diabetes, do colesterol, ou dos problemas articulares? 

Mudar é difícil, é cansativo, a vontade de desistir existe a todo momento... por isso tenho esse blog, pq se fosse fácil o mercado de dietas estaria quebrado, os blogs sobre esse assunto não existiria, e lógico que o mundo seria magro! 

Deixo um poema que me ajudou e me ajuda muitoooooooo.

Recomeçar... 
Não importa onde você parou, em que momento da vida você cansou,o que importa é que sempre é possível e necessário “recomeçar”. 
Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo, é renovar as esperanças na vida e, o mais importante, acreditar em você de novo. 
Sofreu muito neste período? Foi aprendizado. 
Chorou muito? Foi limpeza da alma. 
Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia.
Sentiu-se só por diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos.
Acreditou que tudo estava perdido? Era o início de tua melhora.
Onde você quer chegar? Ir alto? Sonhe alto. Queira o melhor do melhor. Se pensamos pequeno, coisas pequenas teremos, mas se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor, o melhor vai se instalar em nossa vida. 
Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura 

(CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)

Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário